20.11.10




Google Scavenger - pra não dizer que não falei das flores

Para quem acha que o mundo não existia antes de 2003: Fui a primeira tradutora do Brasil a dar um curso de pesquisa na Internet, em 1998, quando o Google ainda era um "search engine" de verdade, com critérios para acrescentar dados aos resultados. Em outras palavras: "nunca antes neste país" fora administrado um curso de técnicas de pesquisa na Internet. Só quem não conheceu o Google do século passado pode achar que ele é um bom "search engine" hoje. O Google deixou de ser "search engine" (mecanismo de pesquisa) e virou "scavenger" (gari). Atualmente é preciso criar um novo search engine para pesquisar os resultados do Google e separar o trigo do joio. 

Quem avisa amigo é: abalizar traduções com resultados do Google só pode ser piada!

Mas nem tudo está perdido. Tenho procurado sempre renovar as esperanças e recentemente encontrei o Blekko.com. Ele tenta filtrar o spam* e só mostrar resultados aproveitáveis. É claro que, com o tempo, como já dizia a filósofa Rita Lee, "tudo vira bosta", mas, enquanto o Blekko estiver conseguindo descartar o lixo, é uma excelente opção para as pesquisas sérias, pois tudo aquilo em que o Google mete a mão vira bosta. De meados da década para cá o Google adotou o "Toque de Merdas" (for Machine Translation users: The PT word "Merdas" (shit) is very similar to "Midas" [remember Midas Touch?], which inspires the pun "Toque de Merdas"). But I digress. 

Como eu estava dizendo, é claro que tudo começa com excelentes intenções, como foi o caso da Wikipedia, que depois de algum tempo foi presenteada com o Toque de Merdas. 

Esperemos que a maldição do rei grego demore bastante para atingir o Blekko.com. Vamos acompanhar o desenvolvimento desse mecanismo de pesquisa e desejar-lhe vida longa e próspera! Recomendo a leitura de uma matéria muito interessante da revista Wired sobre o Blekko.com: http://www.wired.com/epicenter/2010/11/blekko-launches/

E, para encerrar, aqui vai a musiquinha de hoje: 




* O conceito de "spam" já se ampliou e, hoje em dia, se considera spam tudo o que virou bosta!

6 Comments:

Blogger gpr19 said...

Obrigado pela dica. Fiz o teste do "merdas touch" no google e só mostrou "midas touch". Fui no blekko e ele mostrou só resultados com "merdas touch" (10 resultados). Depois fui em opções avançadas no google, apaguei a palavra "midas" que lá estava escrita (?!) e escrevi "merdas", e embaixo degitei a palavra que não queria que aparecesse, que era "midas". Deu 10 resultados para "merdas touch".

12:02  
Blogger JPS said...

gpr19, ao que tudo indica o Google exige um esforço que o Blekko não exige, não é mesmo? Ponto pro Blekko!

14:26  
Blogger Sandra R.S. Baldessin said...

Muito bom, Jussara.
Besitos e grata pela dica.

14:40  
Blogger gpr19 said...

Talvez. Mas não tiro o crédito do Google. Sou apaixonado por várias das ferramentas do google, não gosto de todas, mas no momento não lembro de quais.
O google possui o que mais preciso para traduzir... páginas para consultar, sejam elas de fontes seguras ou não, pois sou precavido e sei usar meu bom senso (claro que dou minhas escorregadas e preciso de uns puxões de orelha de vez em quando). A pesquisa do google é uma ferramenta: uma serra em mãos erradas causa acidentes... Por exemplo, um perigo do google que descobri já há algum tempo é a indicação de frequência de termos encontrados que ele exibe logo na primeira página do resultado da busca. Para descobrir a "verdade", deve-se clicar na última página (geralmente 10) e talvez ele indique outro número, às vezes com uma diferença grotesca.
Apesar dos perigos, sou apaixonado pelo google, mas temos uma relação aberta, o que me permite ter outros parceiros (rs). Vou lembrar de usar o blekko mais vezes para poder ter uma opinião mais segura.

21:50  
Blogger O (EX) HOMEM SEM MEDO said...

Jussara, felizmente temos real 'human REsearch engines', como você. Como dizem os "Máquina!"

Paranbéns pelo trabalho excelente e pela divulgação generosa - contra o conceito 'engraçado'[pra dizer pouco] dos que ainda acreditam que compartilhar tira o seu (deles) pão-de-cada-dia das mesas...

Procurarei 'te' ler mais.
Beijão terno,
Nikko.

[curioso momento a-tecnologia-imita-a-vida, coincidência ou destino? o captcha pra postar esse comentário aqui abaixo era, parece ou nao? "michor"]

20:23  
Blogger JPS said...

@O (EX) HOMEM SEM MEDO, fiquei curiosa: por que você deixou de ser destemido?

22:50  

Post a Comment

Subscribe to Post Comments [Atom]

Links to this post:

Create a Link

<< Home